Menu


Notícias



Comer tomates pode ajudar a prevenir derrames, diz estudo


Um novo estudo finlandês sugere que níveis altos de licopeno no sangue podem estar associados a uma redução significativa do risco de derrame, efeito que não ocorre com outros antioxidantes. As hortaliças e os legumes, especialmente os tomates, são uma fonte importante de licopeno.

A análise, publicada na semana retrasada no periódico Neurology, acompanhou de forma prospectiva 1031 homens entre 46 e 55 anos por meio da medição dos níveis sanguíneos de 5 antioxidantes e do registro de ocorrências de derrame.

Durante os mais de 12 anos de acompanhamento ocorreram 67 derrames, os quais foram mais comuns entre os homens mais velhos e com diabetes. Após levar em conta esses e outros fatores, a probabilidade de ter um derrame era 55% menor entre os homens cujos níveis de licopeno no sangue estavam entre os mais altos em comparação com os que possuíam os níveis mais baixos da substância.

Não houve associação entre a ocorrência de derrame e os níveis sanguíneos dos outros quatro antioxidantes: alfacaroteno, betacaroteno, alfatocoferol e retinol.

Os autores reconhecem que o número de derrames foi pequeno e que faltaram dados que controlassem outras possíveis influências da alimentação. Mesmo assim, o tempo de acompanhamento longo e os diagnósticos confiáveis oferecem força considerável ao estudo.

"Recomendo que as pessoas comam regularmente frutas, hortaliças e legumes, incluindo tomates", afirmou o principal autor do estudo, Jouni Karppi, pesquisador da Universidade do Leste da Finlândia. "Além da proteção contra derrames, consumir legumes e hortaliças é benéfico para a saúde de qualquer modo."

Fonte: UOL

« Voltar